Sting levanta público com clássicos do The Police no Allianz Parque em SP - Ligado à Música | Ligado à Música

Sting levanta público com clássicos do The Police no Allianz Parque em SP

09/05/2017  |   Por:

sting-allianz-parque-1

Foto: Divulgação/Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Depois de oito anos sem se apresentar no Brasil, Sting realizou único show no país, no Allianz Parque, em São Paulo, na noite do último sábado (06). O cantor veio promover o novo álbum “57TH & 9TH”. O estádio montado como anfiteatro, em configuração que ocupava a metade do gramado e parte da arquibancada, recebeu antes os shows de Joe Sumner, filho do ex-The Police, e da banda The Last Bandoleros.

Joe fez um show acústico curto, com apenas cinco músicas. O público não demonstrava muito entusiasmo até aparecer o pai Sting para uma rápida participação no final. Claro que todos deliraram com a aparição do artista. Em seguida, foi a vez do ótimo The Last Bandoleros levar seu rock texano ao palco do Allianz.

Por volta das 21h15, Sting iniciou seu show com dois clássicos do The Police: “Synchronicity II” e “Spirits in the Material World”. A performance continuou com a maravilhosa “Englishman in New York”, um dos grandes sucessos da carreira solo do inglês. “Estou muito feliz de estar aqui com vocês”, disse o músico em português e continuou o repertório com canções de “57TH & 9TH”, novo trabalho que marca seu retorno ao pop.

sting-allianz-parque-2

Em boa forma e voz impecável, o artista de 65 anos tocou as novas “I Can’t Stop Thinking About You”, “One Fine Day”, “Down, Down, Down”, “Petrol Head” e “Pretty Young Soldier”. No entanto, a plateia morna, sentada nas cadeiras do estádio, parecia querer ouvir os sucessos da carreira de Sting. Foi então que “Message In a Bottle” entrou no setlist para alegria do público. Mais uma vez em português o cantor agradeceu a recepção positiva.

Joe Sumner voltou ao palco para prestar uma homenagem a David Bowie com uma versão de “Ashes To Ashes”. A música serviu de introdução para “50.000”, canção inspirada nas recentes mortes de ícones do rock . Depois disso, Sting resolveu seguir o show com diversos clássicos do The Police, levantando os fãs literalmente. A dobradinha “Walking On The Moon”/”So Lonely” fez com que o público abandonasse as cadeiras do gramado. “Roxanne” encerrou a parte principal do show que incluiu um cover do clássico soul “Ain’t No Sunshine”, de Bill Withers.

O bis contou com mais dois sucessos do The Police, “Next to You” e “Every Breath You Take”. A última cantada por todo o estádio, se tornando o momento mais marcante da performance. Sting deixou o palco, mas logo retornou para encerrar com a delicada “Fragile”, dedicada ao Cacique Raoni, líder da tribo dos Caiapós que luta pela preservação das terras indígenas. Ao final da canção, o próprio índio subiu ao palco para abraçar o músico. Sem dúvida, foi um dos momentos mais especiais para Sting e todos os presentes.

Setlist
01 – “Synchronicity II” (The Police)
02 – “Spirits in the Material World” (The Police)
03 – “Englishman in New York”
04 – “I Can’t Stop Thinking About You”
05 – “One Fine Day”
06 – “She’s Too Good for Me”
07 – “I Hung My Head”
08 – “Fields of Gold”
09 – “Petrol Head”
10 – “Down, Down, Down”
11 – “Shape of My Heart”
12 – “Message in a Bottle” (The Police)
13 – “Ashes to Ashes” (David Bowie)
14 – “50,000”
15 – “Walking on the Moon” (The Police)
16 – “So Lonely” (The Police)
17 – “Desert Rose”
18 – “Roxanne” (The Police) / Ain’t No Sunshine” (Bill Withers)

Bis
19 – “Next to You” (The Police)
20 – “Every Breath You Take” (The Police)

Bis 2
21 -“Fragile”