São Paulo Trip: Guns N' Roses encerra festival com show de mais de 3 horas - Ligado à Música | Ligado à Música

São Paulo Trip: Guns N’ Roses encerra festival com show de mais de 3 horas

02/10/2017  |   Por:

guns-n-roses-sp-trip-1

Fotos: Ricardo Matsukawa / Mercury Concerts

O Guns N’ Roses encerrou o festival São Paulo Trip, no Alliaz Parque, na última terça-feira (26), com uma apresentação de alto nível. O show teve mais de três horas duração e contou com os grandes sucessos da banda.

O setlist foi bem parecido com o do Rock in Rio, com um total de 3 horas e 15 minutos. Muitos fãs estavam curiosos para ouvir o desempenho vocal de Axl Rose, que não decepcionou. Mr. Rose soltou a voz levando o estádio cheio à loucura, apesar de alguns “escorregões”.

Os destaques da noite foram com os clássicos “Welcome To The Jungle”, “Sweet Child O’ Mine”, “Don’t Cry” e “Patience”. Os fãs também deram um show à parte ao homenagear a banda com balões na cor vermelha durante a música “November Rain”.

Quanto as versões da apresentação, rolaram as obrigatórias “Live And Let Die” e “Knockin’ On Heaven’s Door”, que depois de anos no repertório é como se fossem canções do grupo. A noite também teve uma homenagem emocionante a Chris Cornel, com o cover de “Black Hole Sun”, do Soundgarden, e a divertida “I Feel Good”, de James Brown, com direito a gritos de Axl.

guns-n-roses-sp-trip-2

Com pouco menos de um ano desde a última turnê no Brasil, Axl Rose, Slash e Duff McKagan parecem estar cada vez mais entrosados. Os anos em que tiveram separados não comprometeu a química entre eles.

A dupla Axl e Slash revezam perfeitamente seus momentos no palco. Enquanto Slash brilha com seus solos de guitarra, Axl aproveita para sair de cena e recuperar o fôlego, e ainda trocar de roupa, boné e chapéu.

Dos três da formação clássica, Duff é o que mais interage com os fãs, tanto dentro como fora do palco. O integrante mais punk do Guns teve seu momento ao cantar “New Rose”, do The Damned.

O grande final no show, e do festival, ocorreu em “Paradise City”, com direito a papel picado nas cores verde e amarelo, e o arremesso do microfone sem fio de Axl Rose na plateia.

guns-n-roses-sp-trip-3

Antes do Guns, quem se apresentou foi o veterano Alice Cooper com o tradicional “show de horror”. O cantor continua surpreendendo os fãs com seu rock teatral em cima do palco.

O Allianz Parque enchia quando Cooper fazia uma das melhores apresentações do São Paulo Trip. A galera se divertia com as maluquices do artista de 69 anos e vibrava com suas performances que incluiu um enorme Frankenstein no palco, a interação com uma boneca de pano que “ganhou vida” e a até a “decapitação” de Cooper.

O repertório foi igual ao do Rock in Rio que contou com os clássicos “Mr. Nice Guy”, “Poison”, “I’m Eighteen” e “Only Women Bleed”. A apresentação terminou com um medley de “School’s Out” e “Another Brick The Wall”, do Pink Floyd, que contou com a participação especial de Andreas Kisser, do Sepultura.

alice-cooper-sp-trip

Guns N Roses fechando o show com Paradise City! #SaoPauloTrip 🤘❤🎤🎵🎸

Uma publicação compartilhada por Mercury Concerts (@mercuryconcerts) em

Setlist do Alice Cooper no #SaoPauloTrip!

Uma publicação compartilhada por Mercury Concerts (@mercuryconcerts) em